Relatório de Gestão 2019: Depoimentos e entrevistas

06 de Abr

Entrevista com Ednilson Silva Felipe
Professor de Economia na Ufes e Coordenador do Observatório do Desenvolvimento Capixaba

 

Os economistas capixabas têm conseguido pensar o desenvolvimento do estado em linha com os desafios da inovação e da competitividade?

O Espírito Santo é, em certo sentido, privilegiado porque ao longo do tempo tivemos vários economistas preocupados com o desenvolvimento do estado. E ainda hoje é assim. Mas a grande questão é que a inovação e competitividade são processos super dinâmicos e quando estes mudam, acabam por transformar, ao longo do tempo, também, a própria ideia de desenvolvimento. O desafio, então, é que os economistas precisam sempre renovar suas visões de inovação e competitividade. E os últimos tempos tem sido frutíferos nesse sentido. Trazer a inovação e a competitividade – em constante evolução – para o debate e tratá-los como eixos prioritários do desenvolvimento foi um ganho extraordinário que só aconteceu mais recentemente.

Quais iniciativas você destacaria nesse sentido?

O Indústria 2035 foi e está sendo umas das iniciativas mais robustas nesse sentido. Isso porque ele parte da inovação e da competitividade como vetor do desenvolvimento. E vai além, debate isso tanto regionalmente como setorialmente. É o desenvolvimento sendo construído diretamente através da inovação e do aumento de competitividade das empresas capixabas.

A cooperação que tem aumentando entre empresas, órgãos representativos do setor privado, órgãos de governo e academia também tem muito a aprimorar a visão de desenvolvimento no Espírito Santo, sempre guiada pela necessidade de aumentar a capacidade inovativa capixaba.

Em relação à análise de conjuntura, qual a importância dos trabalhos desenvolvidos pelo Ideies?

O desenvolvimento não é um processo autônomo. Nem a inovação o é. Eles são consequência de decisões de investimentos, de desenho de estratégias governamentais e empresariais. E não há como tomar boas decisões sem um conhecimento claro da conjuntura e dos cenários que se desenham. Então, os trabalhos desenvolvidos pelo Ideies são fundamentais porque através da análise de conjuntura e de discussão de cenários, eles aumentam a capacidade dos empresários tomar decisões mais acertadas, a conhecer melhor as dinâmicas macro e micro econômicas. Munir as pessoas de informações e análises qualificadas faz com que elas sejam mais assertivas, mais firmes e convictas em suas decisões. O papel que o Ideies faz através de suas análises e divulgação disso é fundamental, então, para o desenvolvimento do Espírito Santo.

Acesse o Relatório de Gestão 2019 completo clicando aqui.

 

TAGS: