ES registra abertura de 9,2 mil postos formais em outubro de 2020

PUBLICADO EM 03 Dez 2020

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho divulgou nesta quinta-feira (26/11/2020) as informações do Novo Caged referentes à movimentação do mercado de trabalho formal do mês de outubro de 2020.

A movimentação do mercado de trabalho formal capixaba no mês de outubro resultou em um total de 30.981 admissões e 21.753 desligamentos. Com isso, o saldo entre admitidos e desligados foi positivo, com o estado registrando a abertura de 9.228 novos postos celetistas no mês.

Outubro é o quarto mês consecutivo em que o Espírito Santo registra criação de empregos formais, após as fortes baixas nos meses de março a junho, meses em que medidas de contenção do contágio da Covid-19 vigoraram com maior intensidade, levando ao fechamento ou redução do funcionamento das atividades econômicas.

O resultado positivo do mês de outubro elevou em 1,28% o total de emprego formal do estado registrado em setembro. No acumulado do ano, os resultados positivos dos últimos quatro meses levaram à recuperação de cerca de 91% do emprego perdido de janeiro a junho (-27.573). Restam ainda cerca de 2,5 mil vagas a serem recompostas para que se atinja níveis do início de janeiro de 2020. Em outubro, o total de postos formais registrados no estado foi de 728.747, uma perda de 0,35% dos postos de empregos formais vigentes no início de janeiro de 2020 (731.275).

Neste sentido, o mercado de trabalho formal capixaba apresentou recuperação mais rápida do que a observada para o Brasil. De julho a outubro o país recompôs cerca de 86% do emprego perdido entre janeiro e junho (1,3 milhão). Mesmo sustentando saldos positivos nos últimos quatro meses - com outubro registrando a criação de aproximadamente 394,9 mil postos de carteira assinada, no acumulado do ano o saldo ainda é negativo em -171.139, representando uma redução de 0,44% do total de emprego formal existente no início de janeiro de 2020 (38,8 milhoes).

Análise setorial

No Espírito Santo, em outubro, com exceção do setor de agropecuária que fechou 37 postos, todos os demais setores de atividades registraram abertura de mais de mil vagas. O destaque foi o setor de comércio que abriu 2.999 postos, seguido pelo setor de serviços (+2.890), pela indústria geral (+1.898) e pela construção (+1.478).

O comércio varejista abriu mais postos no mês (+1.981), com destaque para o comércio de artigos de vestuário e acessórios (+418), de equipamentos de informática e comunicação (+308) e de material de construção (+295). No setor de serviços os destaques foram as atividades de informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias, profissionais e administrativas (+958), alojamento e alimentação (+833) e transporte, armazenagem e correio (+800). Apesar do retorno das contratações nos serviços de alojamento e alimentação, estes ainda acumulam perda de 16,35% do total de emprego registrado no início do ano, sendo a atividade de serviços mais impactada pela pandemia.

A indústria geral, por sua vez, não apenas recuperou os postos perdidos no ano como também ampliou as contratações, registrando crescimento de 2,69% no estoque de emprego celetista do início do ano. No mês de outubro, a indústria de transformação abriu 1.734 vagas, com 21 das 24 atividades ampliando as contratações. As atividades da indústria de transformação com maior número de novas vagas no mês foram de manutenção, reparação e instalação de máquinas e equipamentos (+391), fabricação de produtos de minerais não metálicos (+342) e confecção de artigos do vestuário e acessórios (+234). No setor de construção, as atividades de serviços especializados para construção abriram 1.017 novas vagas no estado.

Para o Brasil o cenário foi semelhante, apesar do fechamento de 120 vagas no setor de agropecuária, todos os demais setores abriram novas vagas em outubro: serviços (+156.766), comércio (+115.647), indústria geral (+86.426) e construção (+36.296).

Municípios do ES

Entre os 25 municípios do Espírito Santo com mais de 30 mil habitantes, 24 apresentaram saldos positivos de postos formais em outubro. Os municípios que registraram os maiores saldos foram Serra (+2.209), Vitória (+1.293), Vila Velha (+873) e Cariacica (+723). Apenas Conceição da Barra apresentou saldo negativo de postos formais no mês (-1).

Nestes municípios, os setores de comércio e serviços influenciaram com maior intensidade a ampliação do emprego formal. A abertura de novas vagas no setor de comércio foi destaque em Vila Velha (+395) e Cariacica (+291) e do setor de serviços em Vitória (+854). Já em Serra o destaque ficou por conta das novas vagas abertas no setor da construção (+892).

Acompanhe mês a mês, de forma dinâmica e interativa, a quantidade de empregados admitidos e desligados, além do saldo de postos de emprego com carteira assinada para o Espírito Santo e municípios do ES.

Sobre o(a) editor(a) e outras publicações de sua autoria

Suiani Febroni

Economista graduada na UFES e mestre em Desenvolvimento Econômico pela Unicamp. Atua como Analista de Estudos e Pesquisas na Gerência do Observatório da Indústria. Pesquisa temas relacionados à atividade econômica, mercado de trabalho e educação.