IAN 2020 traz novas possibilidades de comparação e ampliação da categoria saúde

Na última terça-feira (08) a Findes, por meio do Ideies, promoveu um webinar de lançamento do Indicador de Ambiente de Negócios (IAN) 2020

PUBLICADO EM 11 Dez 2020

Em 2018, o Observatório do Ambiente de Negócios (Obneg) iniciou a jornada da construção do Indicador de Ambiente de Negócios (IAN). Naquele primeiro ano, nos esforçamos para apresentar um retrato robusto da situação do ambiente de negócios de cada município do estado, levando em consideração, os benchmarkings existentes, o ferramental estatístico de fronteira, a disponibilidade de indicadores em nível municipal e a comparação considerando a realidade específica de cada cidade (clusterização). O IAN 2019 foi lançado em novembro do ano passado no 8º  Congresso Gestão das Cidades, realizado pela Associação dos Municípios do Espírito Santo (Amunes), que é um dos principais parceiros do projeto. 

Na última terça-feira, lançamos o IAN 2020, em um Webinar com os painelistas: Joaquim Levy, ex-ministro da Fazenda e diretor de Estratégia Econômica do Banco Safra, Marcelo Guaranys, secretário-executivo do Ministério da Economia, Rodrigo Chamoun, presidente do TCE/ES, Gilson Daniel, prefeito de Viana e presidente da Amunes, Marcos Kneip, secretário de desenvolvimento do ES e Monica Viegas, economista e professora da UFMG. 

 

“O indicador é uma ferramenta espetacular. Estamos lidando com a dificuldade de mostrar as melhorias no ambiente de negócios, e esse instrumento é uma referência importantíssima. É essencial para que possamos acompanhar os avanços e aprimorar cada vez mais as políticas públicas, baseado em evidências e que possamos entender os ganhos que estamos gerando”, disse Marcelo Guaranys, secretário-executivo do Ministério da Economia.

O IAN 2020 continua composto por 39 indicadores e organizado em 4 eixos (Infraestrutura, Potencial de Mercado, Capital Humano e Gestão Fiscal), desmembrados em 10 categorias. Nesta edição, além de realizar a análise da evolução dos indicadores entre os dois anos, também é possível ter uma navegação com maiores possibilidades de comparabilidade (entre cluster, regionais estaduais, regionais Findes e com quaisquer outros municípios do estado).

E, neste ano extraordinário, em que enfrentamos a pandemia do novo coronavírus, decidimos ampliar a categoria saúde do eixo capital humano, além do fato de sabermos a íntima relação entre produtividade e saúde. Com isso, criamos o IAN – Anexo Cidade Saudável, que apresenta 34 novos indicadores sobre os aspectos de saúde dos municípios do Espírito Santo. Isso foi feito com a criação de um painel de indicadores oficiais e públicos, organizados através de eixos temáticos que permitem identificar uma abordagem multidimensional e integrada da saúde no território, abarcando elementos que representam uma vida saudável e plena na cidade.

"No Estado que se notabiliza o dinamismo pela vontade e garra de crescer e enfrentar desafios de maneira transparente e cooperativa, essa ferramenta é um bom exemplo de como respeitar a transparência e a ciência. Esses elementos são a base de uma boa gestão e a base de bons negócios. Negócios que estejam criando riquezas, que estejam gerando competitividade. Nada melhor que poder ter informações na mão e, principalmente, poder comparar”, disse o ex-ministro da Fazenda e diretor de Estratégia Econômica do Banco Safra.

Dessa forma, o IAN pode ser visto como um fator de atração de investimentos, ao auxiliar os empreendedores a conhecer as realidades específicas sobre ambiente de negócios dos municípios do Espírito Santo. Isto é, o IAN trata-se de um primeiro olhar qualificado sobre o território. Com a ferramenta, é possível obter conhecimento eficaz sobre as atividades produtivas do Espírito Santo, servindo de apoio para a gestão pública, a qual iniciará o ano de 2021 com diversos desafios, dentre eles os desafios impostos pelo cenário da Covid-19.                                                                         

                                                                CLIQUE AQUI PARA CONHECER O IAN 2020!

CLIQUEI AQUI E CONHEÇA O IAN 2020

 

Sobre o(a) editor(a) e outras publicações de sua autoria

Gabriela Vichi

Economista, mestre em Desenvolvimento Econômico pela UFPR. Gerente do Observatório do Ambiente de Negócios. Foi analista econômico na Fiesp e analista de projetos no Sebrae/ES. Possui experiência em gestão de projetos e contratos, em estudos de desenvolvimento econômico, de teoria econômica, em análise conjuntural e construção de indicadores.