Ideies lança 4ª Edição do Anuário da Indústria do Petróleo no Espírito Santo - 2020

O documento apresenta uma relevante análise dos principais temas que norteiam a indústria de petróleo no estado, com o intuito de subsidiar o governo e os principais atores locais com informações técnicas e estratégicas.

PUBLICADO EM 19 Mar 2021

No Espírito Santo, a extração de P&G responde por 30,2% do valor de transformação industrial (VTI), o que o torna o principal setor industrial. Em 2019, o estado produziu 105 milhões de barris de petróleo, registrando queda de 14,2% na comparação com o ano anterior, a maior queda na produção em 10 anos.

Com a redução o estado obteve 10,3% de participação na produção nacional e, com isso, passou a ocupar a terceira posição entre os estados com maior produção de petróleo. No ranking nacional, o Rio de Janeiro segue em primeiro lugar, com 75,3% da produção nacional e São Paulo em segundo lugar com 10,6% da produção nacional. No que se refere ao pré-sal, a produção no Espírito Santo atingiu 153,7 mil bbl/dia, uma redução de 14,3% em relação ao ano anterior.

Contudo, em 2019, o Espírito Santo recebeu, de royalties e participações especiais, aproximadamente, R$ 3,9 bilhões, valor 30,4% maior que a arrecadação do ano anterior. O valor expressivo da arrecadação foi referente ao pagamento em participações especiais do acordo de unificação do Parque das Baleias. No desagregado, foram R$ 2,5 bilhões em participações especiais e R$ 1,4 bilhão de royalties.

Na 4ª Edição do Anuário da Indústria do Petróleo no Espírito Santo – 2020 também foi apresentado as potencialidades das empresas capixabas no desenvolvimento de soluções tecnológicas inovadoras para o setor de petróelo & gás.

O anuário é dividido em 5 capítulos sendo que: o primeiro capítulo aborda a indústria mundial do petróleo. O capítulo 2 expõe acerca da indústria do petróleo no Espírito Santo. Os reflexos da atividade do petróleo, com   destaque para as participações governamentais, são tratados no capítulo 3. O capítulo 4 discorre sobre o   mecanismo de incentivo à Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação. Por fim, o capítulo 5 aponta as novas   oportunidades em exploração e produção de petróleo para o Espírito Santo.

Essas informações podem ser acessadas nas versões português e inglês. Além disso, a edição comporta o mapa oficial do setor no Espírito Santo e o compêndio estatístico. A novidade adicional para esse ano é a disponibilidade de acessar os dados do documento através de um dashboard dinâmico, dentro do portal da indústria. Clique aqui

Produzido pelo Instituto de Desenvolvimento Educacional e Industrial do Espírito Santo (Ideies), o Anuário traz uma relevante análise dos principais temas que norteiam a indústria de petróleo no estado.

                         

Sobre o(a) editor(a) e outras publicações de sua autoria

Nathan Diirr

Graduado em economia pela UFES, mestrando em economia pela mesma universidade. Atua como analista de estudos e pesquisas na Gerência do Observatório do Ambiente de Negócios. Possui interesses nas áreas de regulação, petróleo e gás natural, infraestrutura e ambiente de negócios.