Produção industrial do ES recuou -1,8% na passagem de setembro para outubro

PUBLICADO EM 09 Dez 2020

Em outubro, a produção física da indústria brasileira cresceu 1,1% em relação a setembro, sexto crescimento mensal consecutivo, na série livre dos efeitos sazonais. Com isso, o nível industrial do país encontra-se 1,4% acima do verificado em fevereiro de 2020, mês antecedente ao período de vigência das medidas de distanciamento social no país. Das 26 atividades industriais pesquisadas a nível nacional, 15 apresentaram resultados positivos no mês.

No Espírito Santo, a produção industrial caiu -1,8%, influenciada pela queda de -12,6% da indústria extrativa, ao passo que a indústria de transformação avançou 7,5% na passagem de setembro para outubro, todas as séries com o ajuste sazonal.

Em outubro, a indústria de transformação capixaba retomou os patamares pré-pandêmicos. O nível produtivo da indústria de transformação ficou 0,4% acima do verificado em fevereiro e 2,7% acima do registrado em janeiro desse ano. Além disto, em comparação com outubro do ano anterior, a indústria de transformação cresceu 10,3% e apresentou variações positivas em todas as suas atividades.

  • A indústria geral recuou em todas as bases de comparação em outubro, pressionada pelo menor nível produtivo da indústria extrativa, que também apresentou desempenho negativo em todas essas comparações.

  • O setor de alimentos recuou 1,1% na passagem de setembro para outubro, porém cresceu nas demais variações. Juntamente com o papel e celulose, foi uma das poucas atividades a avançar no acumulado de janeiro a outubro em relação ao mesmo período do ano passado.

  • O setor de papel e celulose apresentou crescimento no nível de produção em todas as comparações. O setor tem sido beneficiado pela retomada da demanda internacional por diversos tipos de papel e reverteu o quadro adverso do mercado do setor em 2019.

  • Minerias não-metálicos e metalurgia cresceram em outubro tanto com relação a setembro desde ano, quanto ao próprio mês do ano anterior. Esses setores foram implsionados pela retomada da atividade econômica de outros setores industrias, como a construção e a produção de máquinas e equipamentos.

Apesar de estar acima dos níveis de abril a junho, período de maior intensidade das medidas restritivas no combate à Covid-19, no Espírito Santo o nível total da atividade industrial de outubro ainda não retomou os patamares pré-pandemia, em decorrência do baixo desempenho da indústria extrativa.

Confira aqui a análise do Ideies sobre a PIM-PF divulgada pelo IBGE em 09 de dezembro referente ao mês de outubro de 2020.

 

Sobre o(a) editor(a) e outras publicações de sua autoria

Jordana Teatini

Economista pela UFJF, mestre em Economia pela UFES. Atua como Analista de Estudos e Pesquisa na Gerência de Estudos Econômicos, realizando pesquisas com foco nas áreas de Economia Industrial e Inovação.