Resultados de 2018 mostram que o ES se encontra com um bom ritmo de crescimento, especialmente se comparado ao nacional

Os resultados de 2018 mostram que a atividade econômica capixaba, medida pelo IBCR, do Banco Central, cresceu 2,94% em 2018, acima da média nacional (1,15%) e indicando que a atividade econômica do Espírito Santo demonstrou maior recuperação. Esse desempenho gera expectativas de um bom resultado para o PIB capixaba de 2018.

O IBCR do Espírito Santo em 2018 resultou, principalmente, do bom comportamento do volume de vendas do comércio varejista (7,7%) e do comércio varejista ampliado (13,5%), de acordo com a pesquisa mensal do comércio, do IBGE. A produção física industrial capixaba variou em -0,9%, segundo a pesquisa PIM-PF. O volume de vendas de serviços também foi negativo (-1,1%) na comparação anual. 

No Espírito Santo, o volume de vendas do comércio varejista e do comércio varejista ampliado se destacaram apresentando resultados melhores do que nos anos anteriores. Por outro lado, as atividades industriais e de serviços ainda sofreram com retrações. 

No entanto, há motivos para a economia capixaba manter o otimismo para o próximo ano: o Espírito Santo se encontra com um bom ritmo de crescimento, especialmente se comparado ao nacional.

De acordo com os dados divulgados pelo IJSN em dezembro de 2018, referentes ao PIB do 3º trimestre, foi a sexta vez consecutiva que o PIB do Espírito Santo ficou acima da média do país no acumulado em quatro trimestres. Os resultados referentes ao 4º trimestre serão publicados em março deste ano.

Sobre o(a) editor(a) e outras publicações de sua autoria

Mayara Bertolani

Mestre em Economia (UFES). Atua como Analista de Estudos e Pesquisas Sênior na Gerência do Observatório do Ambiente de Negócios, com foco em estudos econômicos, indicadores de ambiente de negócios e desenvolvimento regional.