Sondagem Industrial aponta aumento do volume de produção no ES pela primeira vez desde o início da pandemia de Covid-19

20 de Ago

A pesquisa Sondagem Industrial de julho de 2020 para o Espírito Santo confirmou a trajetória de recuperação da atividade industrial, após os fortes impactos causados pela pandemia da Covid-19. O indicador de volume de produção atingiu 57,2 pontos, maior valor para o índice desde março de 2018. Com esse resultado, o índice mostra um aumento da produção em julho em comparação ao mês anterior. 

O índice de evolução do número de empregados cresceu 3,4 pontos entre junho e julho de 2020 e registrou 49,8 pontos. Ao localizar-se muito próximo da linha dos 50 pontos, o indicador revela estabilidade no número de empregados em comparação a junho.

Expectativas

Em agosto de 2020, todos os indicadores de expectativas cresceram em relação a julho e se encontram acima dos 50 pontos, mostrando maior otimismo dos empresários para os próximos seis meses. O índice de expectativas de empregados, que se localizava na região de pessimismo no mês anterior, aumentou 4,5 pontos em agosto e alcançou 53,0 pontos, refletindo expectativas otimistas.

O índice que mede a propensão a investir entre os industrias capixabas avançou 8,1 pontos na passagem de julho para agosto de 2020, marcando 55,0 pontos. Com esse aumento, o indicador chegou ao seu maior nível desde o início da crise gerada pela pandemia da Covid-19.

A Sondagem Industrial é uma pesquisa de opinião, e seu objetivo é acompanhar o desempenho e as perspectivas da indústria, gerando indicadores de tendência passada e futura e de satisfação, que permite a empresários e analistas econômicos acompanhar a evolução recente da indústria.

    O Ideies divulga mensalmente um painel dinâmico e interativo com os resultados da pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) para o Espírito Santo e para o Brasil.

    Além disso, trimestralmente, o leitor tem disponível um relatório com análise dos indicadores relacionados ao nível de atividade da indústria capixaba e às expectativas para os próximos seis meses.

    Acesse o relatório com as informações do 2º trimestre de 2020 aqui

TAGS: