Produção industrial do ES recuou -2,7% na passagem de julho para agosto

O IBGE divulgou, no dia 08 de outubro, os dados da Pesquisa Industrial Mensal Regional (PIM-PF) referentes ao mês de agosto de 2020. A produção física da indústria brasileira cresceu 3,2% em agosto em relação a julho – com ajuste sazonal, registrando o quarto aumento consecutivo. Entretanto, os desempenhos positivos (de 33,4%) dos últimos meses ainda não eliminaram a totalidade das perdas (de -27,0%) na indústria referente a março e abril, período de maior intensidade das medidas de distanciamento social ocasionadas pela Covid-19. Dos 15 locais levantados pela pesquisa, 12 apresentaram taxas positivas em agosto frente a julho. Os três locais com queda na produção foram Minas Gerais (-0,4%), Espírito Santo (-2,7%) e Pernambuco (-3,9%).


No Espírito Santo, após o avanço de 28,1% em julho, a indústria voltou a recuar em agosto. A queda de -2,7% na indústria geral foi pressionada pela redução de -18,4% na indústria extrativa, já que a indústria de transformação avançou 9,5% frente a julho. Os resultados mensais mostraram certa sustentabilidade no processo de recuperação da indústria de transformação capixaba, dado o terceiro aumento mensal e a aproximação do nível de produção aos patamares de janeiro e fevereiro (pré-pandemia), ao passo que a indústria extrativa ainda permanece operando em níveis de produção mais baixos desde abril, inclusive apresentando um comportamento diferente à recuperação do setor extrativo nacional, que foi de alta de 2,6% na variação marginal.

  • A indústria de alimentos cresceu 8,6% em comparação com o mesmo mês do ano anterior, porém recuou -7,7% na variação marginal.
  • O setor de papel e celulose acumula alta de 10,3% no ano até agosto, motivado pela alta demanda mundial pelos diversos tipos de papel e consequente elevação nos preços da matéria.
  • A fabricação de minerais não-metálicos e a metalurgia avançaram 12,3% e 30,0%, respectivamente, em relação a julho, impulsionadas pelo crescimento da construção civil, sobretudo pela autoconstrução residencial.

    Clique aqui para conferir a Nota Conjuntural sobre a PIM-PF do Espírito Santo referente ao mês de agosto elaborada pelo Ideies.

De janeiro a agosto, a indústria capixaba acumulou queda de -18,9% em comparação com o mesmo período do ano passado, uma das maiores baixas do país e bem inferior ao verificado nacionalmente (-8,6%). Em comparação com o mesmo mês do ano passado, a produção da indústria estadual recuou -14,7% e a nacional variou -2,7%. Esses resultados apontam para o fato de que, no geral, os efeitos negativos da pandemia sobre o sistema produtivo ainda não foi totalmente superados pelas indústrias do país.